CORAL INNAY MARTINS

DESDE 1957


SOBRE O CORAL

Breve História

No início de 1957 a Segunda Igreja Presbiteriana passava por momentos de grande entusiasmo e clamava a falta de um coral que abrilhantasse os cultos.

Foi então que o diácono Sr. Jairo Silva (irmão de Bebel Silva, uma das atuais pianista/organista do coral) reuniu alguns membros e começaram a cantar, mas logo, em função de suas atividades profissionais foi transferido e o grupo paralisou os ensaios.

Então, Innay Martins, uma jovem de 22 anos aceitou o desafio de criar em definitivo um coral sob sua regência.

Innay era cantora lírica do “Coral Evangélico de Belo Horizonte”, fazia apresentações na extinta TV Itacolomi e participava de programas de rádio – ao vivo, que a Segunda Igreja fazia.

Aproveitando essa familiaridade com o canto convocou a igreja e conseguiu reunir alguns membros e realizou a primeira apresentação no dia 06/05/1957, com apenas um ensaio na véspera, com duração de mais de 3 horas. Apesar do cansaço e da grande expectativa a apresentação inaugural aconteceu e a primeira música cantada foi: “Sossegai!” (Hinário Evangélico – nº 342).


Sempre com muito esforço e dedicação o grupo ensaiava duas vezes por semana, estudavam e liam as partituras que eram “desenhadas a mão” pela própria regente Innay.

O culto de inauguração das batas serviu para arrecadar ofertas para o término da construção do templo. Sem contar uma apresentação de “edição especial” feita no Instituto de Educação com vendas de ingresso, quando foram cantadas músicas folclóricas brasileiras e uma coletânea de músicas infantis.

Na época de Natal, o coral fazia apresentações em praças públicas, hospitais, penitenciárias de mulheres, sempre levando emoção com a divulgação da Palavra de Deus. Acreditem… cantaram até no Palácio do Governo.

Durante quase 4 anos o coral cantou com a “roupa de domingo”, sem batas e sem uniformes e para confeccionar as primeiras batas houve uma campanha especial de donativos para a compra dos tecidos (“alpaca” azul e branca). As mulheres do coral e as das SAF (Sociedade Auxiliadora Feminina) ajudaram a bordar uma “sarça ardente” – um dos símbolos do presbiterianismo. Irenny Martins, irmã da Innay, virou várias noites neste trabalho.

Innay Martins foi regente até meados de 1962 quando se afastou por problemas de saúde. Veio a falecer em 04/03/64.

O nome “Innay Martins” para o coral foi uma homenagem póstuma feita pela igreja à pessoa que se dedicou com muito carinho a um grande desafio.


REGENTE DO CORAL

Robson Lopes

Possui Licenciatura em Educação Artística – Hab. Música pela Universidade do Estado de Minas Gerais/ UEMG (1997), Bacharelado em Música – Composição Musical pela Universidade Federal de Minas Gerais / UFMG (2002), Bacharelado em Canto pela Universidade do Estado de Minas Gerais (2010) e Mestrado em Música (2010) pela Universidade Federal de Minas Gerais / UFMG. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Canto, regência coral, composição e arranjo e prática instrumental. Integrante do Coral Lírico de Minas Gerais.


ENSAIO DO CORAL

O coral ensaia todas as segundas-feiras, às 19h30, na Segunda Igreja. Esporadicamente, os ensaios podem acontecer em outros dias da semana, de acordo com a aproximação das apresentações especiais. A mudança do dia e horário dos ensaios são sempre avisados previamente nas redes sociais do coral.

Para maiores informações, entre em contato na secretaria da igreja:

Telefone: (31) 3309-8428

E-mail:l segundaigreja@segundaigreja.org.br



NOTÍCIAS DO CORAL